leia

Qual é o papel dos Sistemas de Informação na área de Saúde?

Por Beatriz Carvalho

A informação é instrumento essencial para a tomada de decisões e isso não é diferente na Gestão de Saúde, já que o trabalho desses profissionais exige determinações de alta responsabilidade e relevância. Os Sistemas de Informação podem funcionar como uma forma de diminuir o grau de incerteza sobre determinada situação de saúde, apoiando o processo de decisões da área. Abaixo, explicamos como:

 

Mas afinal, o que são os Sistemas de Informação? 

Antes de entendermos por que os dados e informações são tão relevantes para a saúde, precisamos compreender que quando falamos de Sistemas de Informação, estamos nos referindo à organização e transmissão de dados que surgem da interação entre procedimentos, pessoas e tecnologias. 

Esse sistema tem como elemento fundamental a informação. Por isso, seu papel é tratar, armazenar e fornecer dados e informações que possam apoiar os processos e funções ocorridos nas organizações, subsidiando a tomada de decisões.

Você se identifica com a área de Sistemas de Informação e quer saber como atuar nesse campo? Então este e-book foi feito para você!

Faça o download gratuito do e-book!

É importante ressaltar que, apesar de geralmente relacionarmos o sistema de informação a um hardware ou software, ele não está restrito a nenhum dos dois, já que esses sistemas são muito mais abrangentes.

 

A importância na área de saúde

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Sistema de Informação em Saúde (SIS) é um mecanismo de coleta, processamento, análise e transmissão da informação necessária para planejar, organizar, operar e avaliar os serviços de saúde. 

É possível listar uma infinidade de situações cotidianas onde tais informações podem ser utilizadas para orientar a tomada de decisões. A princípio, a função dos Sistemas de Informação na área de saúde consiste em respaldar a operação diária e a gestão da atenção à saúde, permitindo o conhecimento e monitoramento das condições populacionais e socioambientais. Além disso, ele disponibiliza dados para as atividades de diagnóstico e tratamento e para o monitoramento e avaliação das intervenções necessárias.

Vale ressaltar que os dados não precisam ser detalhados e nem quantitativamente variados. O mais importante é a capacidade de definir quais informações e dados são pertinentes e realmente necessários para responder perguntas que possibilitem conhecer, avaliar e decidir sobre como agir em determinada situação de saúde.

Ficou interessado nas diversas possibilidades de uso dos Sistemas de Informação? O Unileste oferece uma graduação especialmente dedicada à área.  Além da grade curricular que atende às demandas do mercado de trabalho, o Unileste possui outros diferenciais que tornam o curso referência na região. Saiba mais sobre o curso e a grade curricular!

 

Tags: Sistemas de Informação

Receba os melhores conteúdos no seu e-mail!