leia

Psicologia: salário e oportunidades de trabalho

Por Beatriz Carvalho

Você sabia que a carreira em Psicologia está em alta e mais valorizada do que nunca? Com o aumento da busca por esses profissionais, surgem também novas oportunidades de trabalho e, consequentemente, melhores remunerações na área. Tem interesse em atuar como Psicólogo, mas ainda em dúvida se deve apostar nessa graduação? Para ajudá-lo, contamos tudo sobre a carreira e os salários em Psicologia:

 

O salário do Psicólogo

O psicólogo é um profissional de nível superior com um campo de trabalho bastante amplo, podendo atuar nos mais diversos setores da economia. Dessa forma, sua remuneração salarial pode variar de acordo com a especialização e o tempo de experiência.

Quando falamos em média salarial, o Guia de Profissões e Salários da Catho informa que hoje, um psicólogo que atua no Brasil ganha, em média, R$ 2.220, sendo que o salário pode chegar a R$ 3.600. Já o Site Nacional de Empregos (Sine) revela que a média salarial pode variar de R$ 1.832 (iniciante em empresa pequena) a R$ 7.561 (nível master em empresa grande).

Entre os setores que oferecem melhor remuneração no país estão os sindicatos, as associações, ONGs e prestadoras de serviço. Porém é importante levar em consideração que muitos desses profissionais acabam atuando de forma autônoma, em seus próprios consultórios. Nesses casos, a remuneração não é fixa e varia de acordo com a demanda. 

 

A carreira e as oportunidades de trabalho

Mas afinal, o que faz exatamente um profissional da Psicologia e como ele pode atuar para além do trabalho convencional? 

Na prática, a Psicologia estuda cientificamente o comportamento e a mente humana, atuando no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças mentais, de personalidade ou distúrbios emocionais. Por isso, é considerada uma das carreiras mais indicadas para quem deseja entender melhor o comportamento humano, ideias, valores e emoções. 

Para quem escolhe a área, a boa notícia é que a profissão tem alcançado cada vez mais visibilidade e reconhecimento no mercado de trabalho. Além disso, ao contrário do que muitos imaginam, o campo de trabalho pode ser bastante amplo, não limitado ao atendimento clínico, no consultório, já que o curso de Psicologia permite muitas outras carreiras profissionais.

Além de trabalhar em hospitais, ambulatórios, centros e postos de saúde, consultórios, escolas, entre muitos ambientes tradicionais da psicologia, este profissional também é cada vez mais requisitado no mundo corporativo, onde empresas de todos os portes recorrem à psicologia para garantir maior satisfação no ambiente de trabalho.  

 

O curso de Psicologia 

Para atuar na área, o primeiro passo é realizar uma graduação em Psicologia. Atualmente, o curso possui uma grade curricular quase inteiramente teórica e focada em disciplinas das áreas de Saúde, Biologia e Ciências Humanas, com duração total de 5 anos. 

Contudo, a mesma graduação pode ter enfoques distintos. No Unileste, por exemplo, há duas frentes curriculares: a que estuda os processos clínicos e de saúde, e a que se ocupa dos processos sociais e organizacionais. 

O curso conta ainda com diversas opções de pós-graduação para quem deseja se especializar nessa importante área da saúde. Vale ressaltar também que o profissional de Psicologia, além do do diploma, precisa realizar estágio obrigatório e obter um registro junto ao Conselho Regional de Psicologia (CRP) para exercer a profissão. 

Depois de toda essa informação, ficou mais claro que a Psicologia é a graduação certa para você? Então não deixe de baixar o e-book mais completo sobre o curso de Psicologia!

 

Tags: Psicologia

Receba os melhores conteúdos no seu e-mail!